logo

AGOSTO- que bons ventos nos traga

Em termos climáticos, tradicionalmente, o mês de agosto é considerado o mês dos ventos. Dizem que os ventos de agosto trazem maus agouros e historicamente, no Brasil, é um mês marcado por grandes acontecimentos: O suicídio de Getúlio Vargas (24/08/1954); a renuncia de Jânio Quadros (21/08/1961) e  a trágica morte de JK (22/08/1976).

Em termos políticos, no Brasil contemporâneo, estamos vivendo uma crise que vai se desdobrar em agosto de 2017. Como será?   O que podemos esperar para agosto deste 2017?

Mas e na vida cotidiana, em nossas relações amorosas, familiares, sociais, de trabalho, como está o clima? Para que lado o vento está soprando?

Sabemos que somos responsáveis por nossas relações, que as relações não vão ao sabor do vento, pois quem semeia (maus) ventos colhe tempestade e por analogia, quem semeia bons ventos colhe alegrias. E que estas não sejam como correntes de vento, que passam rapidamente.

A nossa responsabilidade também envolve aquilo que falamos, o que queremos comunicar (ou não ao outro), as palavras são levadas ao vento.

Queremos que  nossa vida vá de vento em polpa, ou seja, sempre próspera e de acordo com as  nossas metas. Para que isto aconteça é preciso ver de que lado o vento sopra, para não tomarmos decisões precipitadas.

É gostoso fazer este exercício de brincar com  as palavras e expressões. Mas o quero é chamar a atenção para o significado que dou ao vento. “Vento” sempre traz algum tipo de mudança e transformação. As nossas relações são marcadas pelo vai e vem do vento, como o balanço do vento.; Indo ou vindo- sempre o relacionar, em si, traz alguma mudança em nós e em nossas relações. E é por isso que quero começar o mês com o poema de  Clarice Lispector Mudança.

Outra mudança que trago aqui é  a que percebo no autor de  The duck, que em contribuição anterior preferiu não se identificar e neste vai nos brindar com uma bela reflexão.

As outras postagens do mês estão em aberto. Mas não podemos esquecer que no segundo domingo do mês é comemorado o dia dos pais.

E para falar do vento a bela canção Vento no litoral

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.