logo

Amor de conto de fadas

Maria José Queiroz/Psicóloga / Psicopedagoga

 

Era uma vez uma menina que sonhava ser princesa…

Todas as manhãs pedia à vida que a  fizesse PERFEITA, com curvas simétricas e que só beleza refletisse.

Pedia também um príncipe que PERFEITO também fosse e que a amasse acima de todas as coisas!

Desse relacionamento esperava flores, declarações, mimos, sintonia completa e constante.

Eis que a vida seu pedido atendera e um belo príncipe lhe enviara… Olhos de um profundo azul do céu, pele alva como de um bebê com uma cabeleira ruiva que realçava ainda mais todo o conjunto. Dedicado, carinhoso e apaixonado. Mandava-lhe mensagens três vezes ao dia: Te amo! Te amo! Te amo! E Suas fotos, todas elas ele curtia…

A menina não cabia em si de tanta felicidade!

Mas eis que o tempo foi passando…e um belo dia seu príncipe agora “Agitado e Intolerante” dela resolveu discordar. Ela achando desaforo, “revidou”.

E sendo assim, em vez de namorar só  DISCUTIAM a relação.

A menina agora mal humorada à vida maldizia…

Ele não é quem eu queria e num aplicativo de relacionamento pedia: me mande outro príncipe.

E a vida obediente que era, outro príncipe lhe enviara…

Eis que a história se repetia… uma vez, duas, três, até perder a conta.

Até que a menina duramente compreendeu que PRÍNCIPE/PRINCESA  perfeitos até sem graça seria e só existiam mesmo em contos de fadas.

Um companheiro, isso sim era o que queria… que errasse, que aprendesse com os mesmos, que fosse forte, sensível, simplesmente humano, assim como finalmente agora  também se percebia:

“Não perfeita, mas humana”

Atualmente, percebe-se uma quantidade excessiva de expectativa em relação ao outro e a si mesmo, num processo inatingível de ser correspondido. Aumentando assim as frustrações e a busca fracassada por um parceiro(a) ideal, perdendo-se, no entanto, a oportunidade de vivenciar um relacionamento dentro do possível, do humano, do real.

 

Maria José Queiroz

Psicóloga / Psicopedagoga

(31) 98681-7946



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.