logo

A (dis)funcionalidade da postura critica nas relações de casal

Tânia Nogueira

 

Um dos fatores que indicam que a relação está disfuncional e que pode ser o momento de buscar ajuda profissional é a presença de críticas mútuas, quando cada um somente enxerga os defeitos do outro. Ocorre, também, quando um dos parceiros critica o outro e o faz, continuamente e em diferentes aspectos.

A crítica tem dois significados: A crítica construtiva, que é funcional, respeita a individualidade do outro, sua autonomia e poder de decisão. Vamos enfatizar a crítica destrutiva  (disfuncional) que é  uma tentativa de controlar o outro. É importante lembrar, que ambas se tornam tão significativas quanto a pessoa que critica seja importante para quem recebe a crítica.

O que vem a ser a crítica disfuncional? É uma crítica destrutiva, que implica em julgar e condenar o outro, apontando ou ressaltando suas imperfeições. O que pressupõe este tipo de crítica? Que eu sou melhor do que você ou o que faço, faço melhor do que você. É uma forma de desqualificar o outro, de desmoralizá-lo. De modo geral quem critica é implacável e não há perdão. Está ligada aos preconceitos, em que se fazem afirmações sem buscar ou considerar as evidências.

É muito difícil, no dia a dia, conviver com as críticas e é preciso estar muito consciente de suas características pessoais para não deixar que o outro mine o seu jeito de ser, pois a crítica é, também, uma forma de dominação, em que o outro quer mostrar o seu suposto poder e, pode levar à baixa da autoestima.

Muitas vezes, a crítica é feita em publico, em uma tentativa de envergonhar o outro e assim mostrar a sua superioridade. “v. não faz nada certo”, “v. é burra (o)”  “v. não sabe nada” “v. está por fora”, etc são alguns exemplos.

Outras vezes, as críticas são feitas junto a terceiros, pessoas fora da relação; o que é mais danoso, pois aquele que critica não é capaz de falar diretamente, mas sabe que o outro vai ficar sabendo.

As críticas podem estar expressando uma insatisfação com a relação.  O (a) parceiro  (a) que critica não é capaz de expressar seus sentimentos e desejos e a expressa sua frustração através de críticas  e desqualificação do outro.

Como lidar com as críticas na relação de casal?

  • É importante diferenciar a crítica destrutiva da crítica construtiva. A crítica destrutiva faz o outro sentir-se culpado e/ou ofendido; a crítica construtiva motiva a seguir adiante e esforçar-se por melhorar, respeitando a sua individualidade.
  • Diante da crítica destrutiva, busque o diálogo com o (a) parceiro (a) e, juntos, procurem entender o porquê de tanta hostilidade. Lembrando sempre que “verdade sem bondade, é crueldade”

A crítica destrutiva (disfuncional) gera mágoas e ressentimentos, mina a relação e pode levar á separação e/ou a uma vida em comum repleta de insatisfação.

 

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.