logo

Novembro – Tanto a vida quanto a morte

O mês de novembro é marcado por vários eventos: o dia de finados, o dia nacional da consciência negra, o dia da proclamação da república, o dia da alfabetização, o dia do bandeirante, o dia da bandeira. Temos, também, o Novembro Azul, evento que chama atenção para a prevenção do câncer de próstata.

Pensando em novembro e no dia de finados lembrei-me de um poema que a alguns anos foi muito comentado: Blues Funeral. Este foi parte do brilhante filme: Quatro casamentos e um funeral de 1994 e será destaque do mês de novembro. Isto me levou a pensar em filmes que falam da morte e do morrer nas relações familiares e de casais, que serão apresentados em Eu recomendo.

O atendimento de família em casos de morte e suicídio será um texto a ser postado. Outro será uma re-leitura do que Jaspers chamou de situações-limite. Em Reflexões, de uma forma antinômica vamos dar ênfase à Vida

Este mês vamos passar por uma transformação e como toda e qualquer mudança é acompanhada de insegurança, dúvidas, temores, mas, também esperança  e, ás vezes convicção de que se está fazendo o que é melhor.

Temos as seguintes mudanças, para facilitar a sua participação:

  • O site está mais flexível para ser visto pelo Smartphone
  • Você pode compartilhar em vários canais de mídia
  • Você pode se registrar  e encaminhar eventos a serem divulgados

Temos novidades:

  • Você pode buscar post pelo AUTOR, ou seja, v. pode selecionar todos artigos de cada autor
  •  Serão divulgados Eventos relacionados à Psicologia e áreas afins.

Faça algum comentário sobre a mudança da disposição dos posts no site casalefamiliaaovivo.com.br (veja Enquete na página inicial)

Mudar é muito difícil para algumas pessoas, apesar de sabermos que o mais constante na vida é a mudança.E por falar em mudança. participe da enquete sobre  como v. lida com as Mudanças em sua vida.

Abaixo o poema no trailer do filme: Quatro casamentos e um funeral. O filme remete-nos às situações que geram, SEMPRE, mudanças em nossa vida: o casamento e o lidar com a morte.



Deixe uma resposta