logo

O isolamento social e as famílias com duas gerações de idosos

Tânia Nogueira

Imagem de Sarajuggernaut por pixabay

Poucas pessoas têm o privilégio de ter seus pais, ainda vivos, hoje, em torno dos noventa anos de idade.

O Covid-19 trouxe a necessidade de Isolamento social. As pessoas devem ficar em suas casas, especialmente os idosos e, se for o caso de se encontrarem, não podem se tocar.

Imagine qual é a sensação e quais são os sentimentos de quem está na faixa etária de 60 anos, ou mais e, ainda, têm seus pais vivos.

É preciso se isolar, para não correr o risco de se contaminar e consequentemente contaminar o outro. Não é possível encontrar com esses pais que estão sozinhos e isolados.

A saudade é muito grande, chega a doer, pois se sabe que seus pais idosos não vão entender a sua ausência.

Além disso, este seria um momento para curti-los, estar mais presente, dar  e receber carinho.

Não é mais hora de ressentimentos e/ou lembranças de situações de crise vividas com  estes pais.

É o momento de descobertas, é o momento de reafirmar o amor que sentem um pelo outro. É o momento de dar mais do que de receber. Eles já deram muito ao longo da vida e continuariam dando, se tivessem condição para tal.

E quem é idoso e tem pais idosos pode não ter mais tempo de expressar a GRATIDÃO por tê-los vivos e por toda uma vida de companheirismo, às vezes, cumplicidade, mas, sempre, com muito AMOR.



Deixe uma resposta