logo

Saberes e Dizeres que marcam a vida/Reflexões

Tânia Nogueira

  • SABERES e DIZERES QUE MARCAM A VIDA

Eu acredito que todos nós nos transformamos diante dos saberes e dizeres que nos levam  à reflexão e nos trazem emoções, deixando marcas no corpo e na vida.

São frases, poemas, textos, pensamentos, entre outros, que marcam a vida e estão sempre presentes no caminhar de cada um.

Pensando nisso, resolvi revelar quais são os saberes e dizeres que marcam ou marcaram minha vida.  Alguns estão ligados a situações específicas  (infância, relações amorosas, viagens); outras fizeram parte da minha formação profissional, mas todas elas falam quem sou eu, minha forma de ver o mundo, as pessoas, meus temores e minhas esperanças.

Espero que sirva de estímulo para que outras pessoas, também, façam uma reflexão sobre os saberes e dizeres que marcam a sua trajetória de vida.

A seguir declaro os principais saberes e dizeres que geram e/ou geraram emoções e  reflexões na minha vida:

“Viver e não ter a vergonha de ser feliz…É a vida …É bonita e é bonita”

“Cantar e cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz

  •  (Gonzaguinha/ O que é o que é) 
  • “Nada do que foi será, de novo, Do jeito já que foi um dia. Tudo passa, tudo sempre passará.. .A vida vem em ondas”
  • “A vida vem em ondas
    Como um mar
    Num indo e vindo infinito”
  • “Tudo que se vê não é
    Igual ao que a gente viu há um segundo
    Tudo muda o tempo todo no mundo”
    (Lulu Santos/Como uma onda no mar)  
  • “A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois passos. Ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte, corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar.” (Fernando Birri, citado por Eduardo Galeano in “Las palavras andantes, publicado em 1994).
  • “O que não pode ser compreendido, tão pouco pode ser regido inteligentemente. Essa foi a compreensão que tive do pensamento de Jonh Dewey. O que ele diz é “ o que você não compreende, não pode usar, manejar de maneira inteligente.. você não domina”
  • “Se não fosse assim (refere-se à adaptação do individuo à sociedade), como seria possível reconhecer a forma de socialização total, a não ser com base no fato de ela (a sociedade) não gera e nem tolera indivíduos que andam de cabeça erguida?” (Habermans in Para a reconstrução do materialismo histórico)
  • “Os indivíduos são treinados, desde a infância, para serem falsamente modestos, intencionalmente apagados e mecanicamente obedientes, treinados para suprimir suas energias” (Reich in Análise do Caráter)
  • “O senhor…Mire veja: o mais importante e bonito do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas – mas que elas vão sempre mudando. Afinam ou desafinam. Verdade maior. É o que a vida me ensinou e isso me alegra montão” (Guimarães Rosa/ Grandes Sertões Veredas)
  • “Nada a temer senão o correr da luta, nada a fazer senão esquecer o medo.. abrir o peito à força numa procura… Eu caçador de mim” (Milton Nascimento/ Eu caçador de mim)
  • “Não apresse o rio, ele corre sozinho” (Título de livro escrito por Barry Stevens)
  • “Sonhar  o sonho impossível,
  • Sofre a angustia implacável,
  • Pisar onde os bravos não ousam,
  • Reparar o mal irreparável.
  • Amar um amor casto à distância,
  • Enfrentar o inimigo invencível,
  • Tentar quando as forças se esvaem,
  • Alcançar a estrela inatingível:
  • Essa é a minha busca.” (do livro Dom Quixote – de Miguel Cervantes)
  • “Tem dias que a gente se sente como quem partiu ou morreu. A gente estancou de repente. Ou foi o mundo então que cresceu” (Roda Viva /Chico Buarque)
  • “O afeto não tem preço… (Amigo é para essas coisas/Chico Buarque)
  • “Nem a mais bela nuvem cobria o céu tão azul naquela manhã de primavera” (do livro A brisa e a flor)
  • “O corpo Fala” (Pierre Weil)
  • “Esforçamos nos mais por evitar o sofrimento do que na busca do Prazer” (Freud in Mal Estar da civilização)
  • “Maria, Maria.
  • É um dom, uma certa magia.
  •  Uma força que nos alerta.
  •  Uma mulher que merece Viver e Amar”
  • “ …Quem traz no corpo essa marca…
  •  Possui a estranha mania de ter fé na vida” (Maria, Maria/ Milton Nascimento)

Existem vários outros textos, poemas e frases que são marcantes para mim.. Esses, talvez, sejam os mais significativos e sei que cada um deles tem uma  história, de como e quando entraram em     minha vida e dizem QUEM SOU EU

Viver e não ter a vergonha de ser feliz  revela o tanto que eu amo a vida, que sou feliz e reconheço isto. Identifico-me com Maria, Maria,  tenho fé na vida e não quero parar de caminhar. Ir atrás da utopia ou buscar a estrela inatingível me faz mais forte. Para mim, o importante é ser coerente com o que acredito e nunca parar de lutar pelos meus objetivos.

Mas, também, tem dias que me sinto como quem partiu ou morreu.A gente quer ter voz ativa  no nosso destino mandar”.  Às vezes é difícil  lidar com os acasos, que são inevitáveis, mas eu sempre me lembro de Milton  “nada a fazer senão esquecer o medo” e como eu ouvi muitas vezes de uma experiente psicóloga: “tremendo, mas vai!”.

Eu sei que é preciso ter paciência (paz e sabedoria) e não apressar o rio, os acontecimentos devem ser compreendidos para serem regidos de uma forma inteligente. Somos  eternos aprendizes.

Quanto às pessoas, eu estou com Guimarães Rosa – compreendo que elas afinam e desafinam. Nunca estão prontas e é, por isso que procuro ser empática e flexível.

As pessoas podem mudar, pois tudo muda o tempo todo no mundo. Por outo lado, também, sei que “tudo compreender, para tudo perdoar é uma mentalidade do diabo”..

Ao longo da vida, no convívio com minha família, alunos, clientes, professores e meus amigos fui descobrindo que o afeto não tem preço.

 A visão que tenho da sociedade é que, de uma forma generalizada, as pessoas não conseguem expressar seus desejos e acreditar sem suas possibilidades. Reich diz  que a sociedade suprime a energia das pessoas e isto se expressa em seus corpos, pois o corpo fala.

 Este tema fez parte da minha vida nos anos 1980, quando eu estudava para ser terapeuta corporal. .Apesar de seguir um outro caminho profissional, nunca deixei de ter um olhar para as expressões corporais de alunos , clientes, casais e famílias.

Tudo isto teve início quando ganhei, aos dez anos , o meu primeiro prêmio na escola, com a frase “Nem a mais bela nuvem cobria o céu tão azul naquela manhã de primavera”, o que me fez descobrir que com confiança e perseverança, eu poderia ser bem sucedida pela vida afora.

Enfim, viver com a consciência de que Nada do que foi, será , de novo, do jeito que já foi um dia A vida passa  como uma onda no mar. E é preciso viver mais para buscar o prazer do que para evitar o sofrimento.

  •  
  • Imagem pexels-pixabay



Deixe uma resposta