logo

Você sabe identificar uma relação abusiva?

V



Foto de Anastasia Shuraeva no Pexels



BRUNA DANTE GODOY


Um tema que tem sido debatido e que merece devida atenção é a questão dos abusos psicológicos e emocionais. Tão devastadores quanto os abusos físicos e verbais, os abusos psicológicos podem gerar diversos danos à pessoa que o sofre.  Às vezes, o abuso psicológico ocorre de maneira sutil, o que dificulta a sua identificação. Tem pessoas que passam anos vivendo uma relação abusiva e não conseguem perceber o quão prejudicial é este tipo relacionamento.

Alguns aspectos podem ser observados nesses tipos de relação:

– Há ciúmes em excesso?                                                   

– Você frequentemente abre mão do que quer em prol dx parceirx?

– Você acaba duvidando das suas percepções porque x parceirx acaba sempre colocando em xeque?

– A pessoa que você se relaciona te ignora, te exclui ou não se importa com suas emoções e/ou conquistas?

– Existem chantagens?

– Existem traições ou provocações que te deixam insegurx?

– Você se sente presx?

– Você se sente monitoradx?

– A pessoa que você se relaciona critica e/ou controla seu comportamento e vestimentas?

– Você acabou se afastando de pessoas que você gosta pra agradar x paceirx?

– A pessoa te culpa por tudo que dá errado nesta relação e justifica a má conduta que tem culpando você?

Se a resposta for positiva para a maioria dessas perguntas, possivelmente você está vivendo uma relação abusiva.

É comum as pessoas que sofrem abusos estarem com a autoestima baixa, sentirem culpa e medo. Buscar uma ajuda profissional é muito importante.

E, caso você tenha identificado alguém próximo que esteja em um relacionamento abusivo, você também pode, com respeito e empatia, dizer a esta pessoa que você percebe que ela não está bem e até mesmo mostrar este texto para ver se ela se identifica. Infelizmente não é raro vermos pessoas que passam despercebidas diante deste quadro.

A pessoa que estiver sofrendo o abuso precisa buscar ajuda e não se iludir com a possibilidade de salvar x parceirx. Certamente, quem abusa, também não está bem, mas esta pessoa é quem precisa enxergar isto e também buscar ajuda.

Amor e respeito precisam andar juntos para que a relação seja boa para ambos.  A melhor forma de evoluirmos é nos relacionando e toda relação tem seus conflitos, mas eles existem para crescermos e não para nos tornarmos reféns de algo ou alguém.

Dependendo do caso, é possível sim reverter esta situação com terapia de casal e individual, que podem ajudar quando ambos reconhecem o problema.

Relações abusivas não acontecem somente entre casais, mas também entre amigos, familiares e no trabalho.

Fiquemos atentos!



Deixe uma resposta